quinta-feira, 11 de novembro de 2010

HOJE É 21 DE SETEMBRO, DIA DA ÁRVORE

Hoje é data especial
Porque é comemorado
O dia d'um vegetal
Valoroso, muito amado
Nossa árvore querida
Forte ícone da vida
Que por nós é judiado

O país simbolizado
No que se refere à flora
(Não é pau-brasil prezado)
Eu vou responder agora
Tão imenso quanto belo
Esse Ipê Amarelo
Que imagem tem lá fora!!!

Nossa natureza chora
Devido à devastação
Quando vemos uma tora
Em cima do caminhão
Sabemos que aquele ser
Antes, lindo a florescer
Sem defesa, foi ao chão

Bem pior desolação
Do que faz a derrubada
Com certeza é a visão
Do cenário da queimada
Nossas florestas dizima
Ademais, altera o clima
Que fumaça desgraçada!

A Terra, pobre coitada
Num suplício paulatino
Sofrendo c'a mão malvada
Desse humano desatino
Vê crescer sua nudez
Por tudo que o homem fez
Quão sombrio é seu destino

Quando era bem menino
Já ouvia falar disso
Pr'um garoto pequenino
O que era compromisso?
Essas matas morrer vendo
Agora que eu entendo
O quanto se é omisso

Preciso é parar com isso
Porque é gratificante
Ver na planta lindo viço
E o tapete verdejante
Nosso ar mais limpo e puro
Nossa prole com futuro
Preservar é importante

Pensemos, pois, um instante
No maléfico efeito
Cortou uma, duas plante
Assim dormirá direito
Faça, amigo, o que é certo
Senão vai virar deserto
O planeta desse jeito

Deixe o solo satisfeito
Sem tirar a cobertura
Tenha mais amor no peito
Dê ao mundo mais verdura
Cada um faz sua parte
O ambiente, destarte
Será bonita moldura

Se não for assim, figura
No livro será lembrança
Sob os pés só rachadura
Tempo novo sem bonança
Salvemos enquanto dá
Seja aí, cá ou acolá
Esse verde da esperança


* 21/09/2009 *

Nenhum comentário:

Postar um comentário